É a regra dos 3. Você precisa de pelo menos 3 pessoas lendo seu livro antes da publicação pra te dar um feedback. 3 pessoas distintas. Se elas concordarem no mesmo ponto, pode tomar aquilo como verdade.

Por que dar seu livro para 3 pessoas?

É muito simples. Uma opinião é só uma opinião. Duas, pode ser até coincidência. Mas se 3 pessoas afirmarem a mesma coisa sobre sua história, você pode acreditar nelas.

Esse é um processo chamado de leitor beta, e existem até pessoas que oferecem esse tipo de serviço. Mediante um pagamento, um profissional da área editorial vai ler e oferecer apontamentos e insights sobre sua narrativa, tudo com base na experiência de mercado dessa pessoa.

A vantagem de contratar esse tipo de serviço é que você garante que alguém vai ler e comentar em um prazo útil, o lado negativo é que é pago.

No entanto, se você decidir oferecer para amigos ou conhecidos lerem, é importante misturar a opinião de pessoas da área, com visão mais crítica, e pessoas leigas, que terão uma visão de público mais direta. A desvantagem disso é que se fica por conta dos prazos de cada um.

Ou seja, vai depender sempre de quais são seus prazos e seus objetivos, mas o ideal é que sejam pelo menos três pessoas espontâneas ou um profissional pago. Nunca menos que isso.

A dica de Neil Gaiman para receber críticas

Se você já acompanha o blog do Pergaminho Virtual há algum tempo sabe o quanto gosto do Neil Gaiman.

E ele tem uma dica excelente para pessoas que estão escrevendo seus livros:

“Lembre-se: quando as pessoas dizem que algo está errado ou não funciona para elas, quase sempre estão certas. Quando dizem exatamente o que acham que não funciona e como consertar, estão quase sempre erradas.”

Isso será fundamental na hora de filtrar os argumentos e entender como pode aprimorar seu trabalho.

Boa escrita e até a próxima.